Páginas

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Sensibilidade Espiritual

A coisa mais maravilhosa que o Espirito Santo trouxe para o nosso meio, foi a sensibilidade para ouvi-lo, senti-lo e em alguns casos até mesmo vê-lo. Tudo isso devemos ao nível de intimidade que buscamos ter com Cristo.
Quanto mais tentamos nos aproximar do Filho, mais nos aproximamos do Espirito e consequentemente do Pai, transformando este relacionamento algo sobrenatural. Quando nos tornamos íntimos de alguém, nos sensibilizamos com os sentimentos diários daquela pessoa, se ela está triste queremos a qualquer custo saber o motivo e ainda uma forma de ajudar a resolver a questão que a entristeceu.
Da mesma forma é com o Espirito Santo, erramos todas as vezes que tratamos Ele como um gênio da lampada ou que agimos como se Ele não fosse tão importante dentro da Santíssima Trindade.
Hoje em dia ouvimos mais um "profeta" que o Espirito, damos mais atenção ao emocionalismo de um culto a um sonho em que o Espirito Santo nos dá ou até mesmo a um versículo bíblico que lhe vem a cabeça do "nada". Não damos mais valor a simplicidade espiritual, queremos ver o pregador fazer um show em cima do altar; sedemos ao emocionalismo, sedemos ao misticismo religioso e deixamos de lado o verdadeiro sentido do Cristianismo. Não sentimos mais a dor ou a alegria do Espirito Santo.
Ele tem tentado chamar a nossa atenção da mesma forma que Cristo tentou chamar a atenção de Israel, mas a nossa religiosidade tem nos cegado, tem removido a nossa sensibilidade para sentir, ou menos, para ouvir o chamado do Espirito a conversão ao caminho reto.

Temos fraquejado diante das perseguições religiosas, não temos liberdade dentro da igreja e isso tem deixado brechas perigosas bem abertas para a atuação demoníaca em nosso meio. o diabo tem instituído seu reino dentro das nossas igrejas e acredite, não é com a inserção de novos costumes não. O diabo tem agido em algumas doutrinas poderosas e tem agido até mesmo no que as vezes achamos ser o mover do Espirito de Deus. 
Se bem me recordo para que Deus utiliza-se Isaías, ante o anjo teve que purificar a boca de dele, (Isaías 6:6,7), da mesma forma é hoje em dia, o Espirito não usa uma boca mentirosa para profetizar. Quero deixar bem claro que acredito sim que o amor de Cristo limpa, purifica e salva, porém também acredito que há um processo bem rigoroso para que isso possa acontecer e talvez a falta de sensibilidade seja tudo ainda mais rigoroso.

Gostaria de te convidar a raciocinar sobre isso:

Qual o nível da sua sensibilidade?
Você tem cedido ao religiosidade?
Você está disposto a passar por esse processo rigoroso, só para voltar a ser intimo do Espirito Santo?

Hoje é o dia em que o Espirito Santo quer reatar com você. Se você crê nisso, faça como aquelas pessoas que se colocaram numa casa a esperar por algo que nem imaginavam o que era (Lucas 24:49) mas que mudaria a vida deles para sempre.

Graça e Paz

Um comentário:

Denian Martins disse...

Uau!! Que mensagem maravilhosa! Pura verdade!